cancer-de-intestino-tratamentos

Tratamento do câncer de intestino

O principal tratamento do câncer de intestino é a cirurgia. É realizado a retirada da parte do intestino acometida junto com os linfonodos que drenam aquela região, pois esses podem estar acometidos.

Precisa fazer quimioterapia no câncer de intestino?

Após a cirurgia pode ser necessário um tratamento adjuvante (complementar) com quimioterapia dependendo do estágio do câncer de intestino e de alguns outros fatores que são levados em consideração como idade, manifestação, tipo histológico, presença de mutações genéticas.
No câncer de reto a radioterapia pode ser indicada antes da cirurgia, pois melhora os resultados em muitos casos.

Evolução do tratamento e novidades

Nos últimos anos o tratamento para o câncer colorretal evoluiu muito, tanto no aspecto cirúrgico como no desenvolvimento de novas drogas e formas de tratamento.

A cirurgia laparoscópica (cirurgia por vídeo) trouxe diversos benefícios como melhor resultado estético, menos dor no pós-operatório, menor sangramento durante o ato cirúrgico, retorno mais rápido às atividades pessoais e de trabalho. Mais recentemente a cirurgia robótica vem ganhando força, principalmente para o tratamento dos tumores do reto.

Já em relação ao tratamento adjuvante (depois da cirurgia) ou neoadjuvante (radioterapia + quimioterapia) os protocolos de tratamento tem evoluído, melhorando os resultados de sobrevida. Recentemente alguns trabalhos mostraram o benefício de terapia neoadjuvante total (TNT – Total Neoadjuvant therapy) nos tumores de reto. Nesse esquema de tratamento a quimioterapia é realizada antes da cirurgia. Nos últimos anos houve um grande avanço nas pesquisas sobre a Imunoterapia e diversos estudos tem comprovado a eficácia da Imunoterapia no tratamento do câncer de intestino. A Imunoterapia tem como objetivo potencializar o trabalho do sistema imunológico estimulando o reconhecimento e a destruição das células cancerosas.


A chance de cura chega a 95% quando diagnosticado na fase inicial, por isso a importância do rastreamento de toda a população a partir dos 45 anos.

Para mais informações entre em contato conosco pelo WhatsApp ou preencha o formulário abaixo que entraremos em contato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Como posso ajudar?